O JavaScript do seu browser não está ativo. Para pedir o seu convite, por favor, ative-o.

FAQ
Perguntas Frequentes

Como posso subscrever mais unidades de participação no fundo?

Para além da possibilidade de definir subscrições adicionais programadas no momento de abertura de conta, vai poder, a qualquer momento, efetuar subscrições adicionais programadas ou imediatas através da sua Área de Cliente, no portal Save & Grow. Para reforços programados, que podem ser periódicos e/ou pontuais, dará uma autorização de débito direto em conta bancária. Já para reforços imediatos efetuará uma transferência bancária da quantia a subscrever para o IBAN do fundo. O valor mínimo em cada um dos momentos de subscrição adicional é de €100.

Tenho um PPR noutra entidade financeira. Posso transferi-lo para a Casa de Investimentos?

Sim, poderá transferir esse PPR quando quiser e mantendo a antiguidade das subscrições efetuadas. Pode solicitar a transferência no momento de abertura de conta ou, em breve, na sua Área de Cliente, no portal Save & Grow.

As eventuais mais-valias (ou menos-valias) com o fundo são consideradas no apuramento anual de rendimentos de mais valias?

Embora a nossa resposta não deva substituir a consulta a um especialista em direito fiscal, podemos dizer que, de acordo com a legislação atualmente em vigor, e para fundos sediados em Portugal, como é o caso, o imposto é retido na fonte, no momento do resgate. As operações de resgate e as respetivas mais-valias (ou menos-valias) não precisam assim de ser declaradas e não serão consideradas no cálculo em sede de tributação autónoma. Se pretender que as mesmas sejam consideradas, deve optar pelo englobamento e proceder a declaração das operações de resgate e das respetivas mais-valias (ou menos-valias).

Como cliente, tenho acesso aos investimentos do fundo? 

O extrato do fundo apresentará a totalidade das posições de investimento da carteira, assim como o peso de cada uma.

O extrato é mensal e enviado por email?

Como cliente, recebe, mensalmente, uma notificação de disponibilidade de extrato integrado na sua área de cliente, onde também tem acesso, a qualquer momento e com atualização diária, à cotação das UPs e à situação patrimonial da sua conta.

A nível de risco, como é que o fundo compara com a gestão individual de patrimónios da Casa de Investimentos?

O fundo Casa Global Value PPR/OICVM segue a mesma filosofia e a mesma abordagem ao investimento que utilizamos na gestão individualizada e também segue a carteira modelo que usamos nessa atividade. Sendo assim, os investidores encontram no nosso fundo um produto orientado a investidores com o mesmo perfil de risco e horizonte temporal de investimento da gestão individual, sem prejuízo da maior acessibilidade no que respeito a montantes mínimos de investimento.

Posso investir no fundo através da minha empresa?

Como se trata de um PPR, o fundo destina-se exclusivamente a subscrições em nome de pessoas singulares (vd Decreto-Lei n.º 158/2002, de 2 de julho). No entanto, as empresas podem subscrever a favor e em nome dos seus trabalhadores.

Porquê optar por um PPR, ao invés de um ETF de índice?

O investidor deve optar em investir com a Casa se e quando acreditar na nossa filosofia de investimento, na capacidade da sua equipa, que existem princípios sólidos de que estamos empenhados em oferecer aquilo que é melhor para os nossos clientes e se quiser acompanhar o que é feito com o seu dinheiro e perceber porquê. Para além disso, acreditamos que, num período alargado, conseguiremos ter rentabilidades, pelo menos equivalentes às de um índice de ações globais. O que, em termos líquidos de tributação, representa uma vantagem para o investidor.

Quais são os custos recorrentes do fundo?

As comissões de gestão do fundo são de 1,4% na classe Founders e de 1,8% na classe Retail. Na taxa total de encargos correntes cujo valor atualizado pode ser encontrado na Informação Fundamental a Investidores (IFI) incluem-se ainda os custos de depositário, supervisão, contabilidade e auditoria. Estes custos adicionais são diluídos à medida que o valor dos ativos sob gestão aumenta.

Como posso subscrever mais unidades de participação no fundo?

Para além da possibilidade de definir subscrições adicionais programadas no momento de abertura de conta, vai poder, em breve, efetuar reforços programados ou imediatos através da sua Área de Cliente, no portal Save & Grow. Para reforços programados, que podem ser periódicos e/ou pontuais, dará uma autorização de débito direto em conta bancária. Já para reforços imediatos efetuará uma transferência bancária da quantia a subscrever para o IBAN do fundo. O valor mínimo em cada um dos momentos de subscrição adicional é de €100.

Tenho um PPR noutra entidade financeira. Posso transferi-lo para a Casa de Investimentos?

Sim, poderá transferir esse PPR quando quiser e mantendo a antiguidade das subscrições efetuadas. Pode solicitar a transferência no momento de abertura de conta ou dentro em breve na sua Área de Cliente, no portal Save & Grow.

As eventuais mais-valias (ou menos-valias) com o fundo são consideradas no apuramento anual de rendimentos de mais valias?

Embora a nossa resposta não deva substituir a consulta a um especialista em direito fiscal, podemos dizer que, de acordo com a legislação atualmente em vigor, e para fundos sediados em Portugal, como é o caso, o imposto é retido na fonte, no momento do resgate. As operações de resgate e as respetivas mais-valias (ou menos-valias) não precisam assim de ser declaradas e não serão consideradas no cálculo em sede de tributação autónoma. Se pretender que as mesmas sejam consideradas, deve optar pelo englobamento e proceder a declaração das operações de resgate e das respetivas mais-valias (ou menos-valias).

Como cliente, tenho acesso aos investimentos do fundo? 

O extrato do fundo apresentará a totalidade das posições de investimento da carteira, assim como o peso de cada uma.

O extrato é mensal e enviado por email?

Como cliente, recebe, mensalmente, uma notificação de disponibilidade de extrato integrado na sua área de cliente, onde também tem acesso, a qualquer momento e com atualização diária, à cotação das UPs e à situação patrimonial da sua conta.

A nível de risco, como é que o fundo compara com a gestão individual de patrimónios da Casa de Investimentos?

O fundo Casa Global Value PPR/OICVM segue a mesma filosofia e a mesma abordagem ao investimento que utilizamos na gestão individualizada e também segue a carteira modelo que usamos nessa atividade. Sendo assim, os investidores encontram no nosso fundo um produto orientado a investidores com o mesmo perfil de risco e horizonte temporal de investimento da gestão individual, sem prejuízo da maior acessibilidade no que respeito a montantes mínimos de investimento.

Posso investir no fundo através da minha empresa?

Como se trata de um PPR, o fundo destina-se exclusivamente a subscrições em nome de pessoas singulares (vd Decreto-Lei n.º 158/2002, de 2 de julho). No entanto, as empresas podem subscrever a favor e em nome dos seus trabalhadores.

Porquê optar por um PPR, ao invés de um ETF de índice?

O investidor deve optar em investir com a Casa se e quando acreditar na nossa filosofia de investimento, na capacidade da sua equipa, que existem princípios sólidos de que estamos empenhados em oferecer aquilo que é melhor para os nossos clientes e se quiser acompanhar o que é feito com o seu dinheiro e perceber porquê. Para além disso, acreditamos que, num período alargado, conseguiremos ter rentabilidades, pelo menos equivalentes às de um índice de ações globais. O que, em termos líquidos de tributação, representa uma vantagem para o investidor.

Quais são os custos recorrentes do fundo?

As comissões de gestão do fundo são de 1,4% na classe Founders e de 1,8% na classe Retail. Na taxa total de encargos correntes cujo valor atualizado pode ser encontrado na Informação Fundamental a Investidores (IFI) incluem-se ainda os custos de depositário, supervisão, contabilidade e auditoria. Estes custos adicionais são diluídos à medida que o valor dos ativos sob gestão aumenta.

Quais são os benefícios fiscais do Fundo para residentes fiscais em Portugal?

Os Clientes individuais do Fundo com residência fiscal em Portugal beneficiam de: uma tributação das mais valias no resgate que é, a qualquer momento, mais reduzida que a aplicada a outros valores mobiliários e é decrescente por patamares de antiguidade (tabela 1); isenção de Imposto de Selo na transmissão a herdeiros; uma opção de dedução à coleta de IRS de 20% das contribuições realizadas no ano com limites estabelecidos por patamares de idade, no caso de não se encontrarem na reforma (tabela 2).

Tabela 1

Tabela 2

Posso criar uma conta para o/a meu filho/a?

Sim, é possível ter o/as seus/suas filho/as como titulares de uma conta fundo, mantendo-se como Representante Legal dos mesmos com poderes de gestão e movimentação da conta até à maioridade do/as titulares.

Iniciar o investimento a longo prazo desde tenra idade é a melhor forma de conquistar uma verdadeira independência financeira para o futuro.

Ainda tem questões?

PEDIR CONTACTOFECHAR ✕